Um livro amorzinho sobre o verão e paixões na adolescência

"O Verão que Mudou a Minha Vida" é o primeiro livro da "Trilogia Verão". O livro foi escrito pela Jenny Han, autora de "Para todos os garotos que já amei" e também da trilogia "Olho por Olho" (em coautoria com a Siobhan Vivian). Aqui no Brasil o primeiro livro foi publicado há um tempinho já, em 2011, pela editora Galera Record.

O livro conta a história de Belly que mede sua vida em férias de verão. Para ela, todas as coisas boas só acontecem entre os meses de junho e agosto, quando está na casa de praia junto a Susannah, única e melhor amiga de sua mãe e uma espécie de tia, e seus dois filhos, Jeremiah e Conrad. Mais do que irmãos postiços e companheiros de férias, os filhos de Susannah tornaram-se o centro das suas emoções. A véspera do aniversário de 16 anos de Belly marca também o fim daquele que parece ser o último verão onde estarão todos reunidos em Cousins Beach. A partir do ano seguinte todos estarão ocupados demais e talvez algum deles já nem esteja mais entre nós...

-----
Essa é a quarta vez que leio algo da Jenny Han e posso dizer que estou apaixonada pela forma como ela constrói suas histórias. A autora consegue fazer de uma forma tão bem feitinha que parece que aquilo aconteceu de verdade, não é apenas ficção. Isso porque a Jenny Han costuma criar e desenvolver muito bem todo o passado da personagem, insere acontecimentos simples como uma conversa despreocupada... Enfim. Tudo é tão bem amarradinho que me dá a impressão de que além de estar assistindo tudo, é algo real.

O interessante é que a autora conseguiu criar aquela atmosfera de casa de veraneio de uma forma tão verossímil que eu de fato me senti no lugar da Belly e tive a mesma vontade dela de que o verão não acabasse (ainda bem que tem mais dois livros he-he). As relações entre os personagens, o clima gostoso de verão, as oportunidades e mistérios que essa época de férias reserva... Foi tão gostoso de ler que eu só consegui parar realmente quando fechei o livro na última página. Li esse livro em três dias - coisa rara de se acontecer. E ficou aquele sentimento gostoso de quando lemos um livro que gostamos muito, sabe?

Gostei muito também da forma como a autora retratou o sentimento que a personagem principal sentia por uma pessoa específica (que só não vou falar para não perder a graça, né nom?). Era como voltar no tempo e reviver aquele sentimento bobinho que muitas das vezes temos nessa idade. Os personagens também são muito cativantes e convincentes. Ninguém é de um jeito sem motivo, assim como nada está ali sem uma explicação. Tudo tem um por que e isso, para mim, fechou o livro de uma forma bem completa.

Não sei porque, mas ultimamente tenho lido alguns livros que se passam na época do ensino médio e gente, como encontro personagens chatinhas! hahaha Não sei se isso é comum (?), mas a Belly foi um pouco chatinha e infantil em algumas vezes. Mas não é o tempo todo. Relevando esses poucos momentos, a história continuou sendo super gostosa de se ler.

E assim como a Belly, com certeza estou bem animada para que chegue logo o próximo verão (no meu caso, o próximo livro que vou ter que comprar ou trocar rs) para que eu possa aproveitar. <3

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.