Livros que deixei de "escanteio"

by - maio 19, 2013


Não sou do tipo que gosta de abandonar minhas leituras. Costumo insistir bastante com um livro antes de deixa-lo de lado, sempre tento dar uma nova chance para a história – vai que só o começo é chatinho e depois as coisas melhoram?

Quando não aprecio a leitura de um livro, gosto de deixa-lo de “escanteio”. Não abandono o livro por completo. Pelo menos para mim, a relação com a leitura está intimamente ligada com meu “momento”. Sendo assim minha justificativa é de que não estou no “momento” daquela leitura. E assim, quando estiver, retorno à leitura daquele exemplar. Isso já aconteceu com vááários livros, inclusive alguns que apreciei muito a leitura, como Estilhaça-me (x) e Ladrões de Elite (x).

Bem, resolvi fazer uma postagem diferente – ainda não sei dizer se ela será periódica ou não, constante ou não, enfim. Entretanto, compartilhar as leituras recentes que tive e que acabei deixando de “escanteio” (ao menos por enquanto) parece uma boa ideia de trocarmos ideias e experiências. O que acham? Vamos lá.


Os dois livros que vou citar aqui, já os larguei e tentei retornar a leitura mais de uma vez. Mas, bem... Isso não funcionou muito bem.

Do Seu Lado é o típico livro que chamou minha atenção por alguns motivos: a autora é brasileira *o que é bem legal* e a história parece ser um romance leve, divertidinho e um pouco clichê – era tudo o que eu estava querendo no momento em que peguei esse livro para lê-lo. Mas o que eu achei que seriam pontos positivos, se tornaram o inverso. O livro está de “escanteio” porque o romance é sim leve, divertidinho e tem uma pegada de chicklit (apesar da capa não transparecer isso, me traz um ar mais melancólico do que algo mais *engraçado*), PORÉM a escrita do romance me pareceu muito forçada. Era algo do tipo "Você, caro leitor, deve entender que eles se gostam; eles realmente tem uma ligação amorosa que você tem que perceber". Isso me lembrou o romance que peguei em Beijada por um Anjo 1. Mas se compararmos ambos os livros, Do Seu Lado tem infinitamente mais forçado o romance do que Beijada – sem dúvidas. Falei sobre isso na resenha de Beijada por Um Anjo 1 (confira).
A idealização de personagens bem opostos é algo que é comum vermos nos livros – um é a personificação do bem e o outro do mal (e você já deve apostar que a personagem acaba oscilando entre isso *não é spoiler do livro Do Seu Lado, mas uma constatação que observo na maioria dos livros que trazem personagens assim*), mas a situação que encontrei nesse livro foi bem nítida do que vai acontecer. Os capítulos trazem acontecimentos muito previsíveis também – a trama pode até ser previsível, porém se o desenrolar é bem feito, o livro não se torna assim tão ruim. Tampouco esses fatos como um motivo para abandoná-lo.

Tive a mesma sensação quando comecei a leitura do livro Tudo o que Ela Sempre Quis. Me pareceu que a autora queria forçar o leitor a “engolir” o romance que é proposto – e o leitor consegue sentir quando algo muito previsível está para acontecer e provavelmente vai acontecer. O desenrolar não se torna algo instigante, tampouco dá aquela vontade de saber o “como” as coisas vão se desenrolar. Previsibilidade é um saco se o autor não consegue te prender de tal forma que o desenrolar para chegar até aquele fato previsível, não for bem elaborado.

São livros que provavelmente você os veja aqui no blog, em forma de resenha. Como disse antes, não sou de largar um livro para sempre e ok; por isso afirmo que algum dia eu retorne a leitura e quem sabe eu possa constatar se de fato minhas afirmações serão confirmadas ou não. Se não estou enganada e o livro é o MÁ-XI-MO. Com letras maiúsculas e tal.

Você também vai gostar

2 comentários

  1. Olá, passei apenas pra dizer que já estou te seguindo e voltarei aqui futuramente pra fazer comentários sobre os posts.
    Seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
    http://toobege.blogspot.com.br/
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. "Do seu lado" eu achei bem bonitinho. Não é inovador, mas foi uma leitura tranquila. ^^ Já "Tudo o que ela sempre quis" eu achei horrível. Foi quase um milagre eu ter terminado de ler u.ú Concordo sobre o romance, mas teve gente que engoliu, vai entender. ahsuhas

    Beijos!

    ResponderExcluir