sexta-feira, agosto 03, 2012

Beijada por um anjo #1, Elizabeth Chandler

Beijada por um anjo #1 conta a história da estudante Ivy Lyons, uma garota que mantem sua crença nos anjos e, diferente de todas as outras garotas da cidade, não vê nada de tão interessante assim em Tristan. Simples: Tristan é o nadador bonitão que toda garota gostaria de ter como namorado; o rapaz possui um jeito carinhoso e fofo que consegue deixar as garotas encantadas por ele - com exceção, é claro, de Ivy. Além de serem completos opostos (será que os opostos se atraem mesmo?) já que a paixão que Tristan nutre pela água por ser nadador é o maior medo de Ivy por um trauma de infancia, ainda assim as amigas de Ivy torcem piamente para que os dois sejam um casal. E é entre encontros e desencontros que o amor nasce. Mas é interrompido cedo demais...
Não é spoiler citar que Tristan morre. Em um suspeito acidente de carro onde o casal estava junto, Ivy consegue sair viva, mas não Tristan... Infelizmente. Então por ironia do destino, o rapaz que não cria em anjos acaba se tornando um e com uma missão na Terra que ele mesmo terá que descobrir.


Beijada por um anjo faz parte de uma ex-trilogia que então se tornou uma série, composta por 6 livros no total, se não me engano. Elizabeth Chandler traz uma história que trata de perdas, superação e amor impossível, tudo isso escrito em uma narrativa simples e intercalada entre Ivy e Tristan. Os personagens são interessantes. Tristan é o típico clichê, mas que acaba te conquistando de algum jeito. Ele é perfeitinho demais, carinhoso demais, fofo demais e quase sem defeitos - eu achei que essa perfeição toda talvez não fosse tão necessária assim, faltaram alguns defeitinhos... Já Ivy tem uma mudança abrupta de comportamento após o acidente, e podemos acompanhar isso com a dor da perda que ela sofreu - assim como acometeria qualquer outra pessoa. Tal fato doloroso acaba mudando a sua visão de mundo e atingindo com ímpeto a sua base de vida e o que trazia segurança a ela: a crença em anjos.

Um dos pontos positivos que vejo na história é a criação dos diálogos. A autora os desenvolve de uma forma natural, não é algo forçado e sim como uma conversa de verdade. Os diálogos fazem com que a história caminhe em ritmo rápido; e como grande parte da história é composta por eles, talvez seja por conta disso que tudo fluiu veloz para mim e finalizei a leitura em pouco tempo - coisa rara de se acontecer.

Maaaaas há coisas específicas que realmente tiraram bons pontos da história comigo. O fato de haver coincidências demais me incomodou bastante. As coincidências tornaram os acontecimentos que sucederam muito forçados. Pareceu-me que a autora queria inserir, a qualquer custo, que os personagens principais realmente tivessem um relacionamento afetivo e se amassem muito. Além de criar encontros "inesperados" em determinado lugar, sem se importar quão estranhos esses encontros soassem por beirarem a coincidência excessiva, o relacionamento dos personagens principais não foi algo desenvolvido de modo que realmente convença o leitor. Não consegui torcer pelo casal, o amor entre eles me pareceu meio raso, superficial, rápido demais; mas considerando que o que ocorre é um romance adolescente até engoli - mesmo com certa dificuldade. Considerando que o livro é introdutório a série, dá para relevar o fato de que o título não condiz muito com o primeiro volume, e que também não há muita ação.

Outro fato importante a mencionar aqui é que a autora parece querer te enrolar até chegar ao término do livro sem resolver o "problema" proposto na história. Você fica esperando, esperando, esperando que alguma coisa aconteça, mas nada. Ela conduz a história de uma forma morna. Digo que se não houvesse o primeiro capítulo da continuação (Beijada por um Anjo #2 – A Força do Amor) nas páginas finais, não haveria motivo nenhum para prosseguir com os outros livros da série. Ela até cria um suspense bem pequenininho nesse tal primeiro capítulo e que por si só não sustenta a ansiedade em ler a continuação. Infelizmente, Beijada por um Anjo não é uma série que pretendo acompanhar; como tinha apenas o 5º volume que havia recebido da editora, achei que teria uma imensa vontade de prosseguir e adquirir os próximos volumes. Mas, me enganei.





Para mim, o livro é algo para ler em uma tarde e só. A história é "legalzinha" e ponto. Apenas isso.
Ahh, para quem leu aquele post (aqui) que eu falava sobre as letras em negrito que até incomodavam um pouco, acabei me acostumando. Não se torna assim um grande problema quando comparado aos outros.

9 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Tenho muita vontade de ler esse livro e não entendo por que ainda não o li,
    acho que é falta de tempo, mas gosto de tudo sobre ele,
    só falta o mais importante que é começar a ler.
    Maravilhosa resenha.
    Voltarei em breve.
    Poliana Araújo
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. É bom você começar a dar nota pra esses livros a partir do momento que ler os 3 primeiros. Porque é uma história só, isso é o fato. O livro 1 e o livro 2 terminam no clímax e nos deixam com raiva...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ai como vc é má, rsrs
    Gostei da sua resenha. Mas eu até gostei um tikinho da série. Não é assim "Nossa que maravilha", mas foi tranquilo de ler. Achei bem adolescente (mais pra infantil) mas bonitinho!!

    Bjkas mil!! Saudade, estamos nos desencontrando muito!

    ResponderExcluir
  4. Olá,tenho interesse em conhecer essa série,mas não tem sido uma das leituras que realmente quero ler no momento! Dá pra esperar mais um pouco ! haha
    sua resenha ta ótima, beijos!

    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nunca tive muita vontade de ler o livro por causa da letra em negrito, acredita? Pra mim, parecia que seria um livro minúsculo e que a editora quis deixá-la em negrito pra encher mais páginas HAHAHAH
    Mas até que a estória parece ser boazinha, daquelas pra você ler enquanto espera um ônibus, numa tarde chuvosa...

    Beijos, Carol
    Thousand Worlds

    ResponderExcluir
  6. Que bom que encontrei a resenha de Beijada por Um Anjo 1. Assim como você só tenho o quinto livro da série,justamente porque me tornei parceira da Novo Conceito só nessa época. Assim como você também, estava com uma certa curiosidade em saber como era realmente essa série e tava pensando seriamente em comprar esse primeiro volume. Mas depois de ler sua resenha desanimei total. :/ Parece ser exatamente o tipo de livro que eu não gosto, com um romance fútil e uma história morna. Então acho que vou deixa pra depois mesmo, beeem depois, haha.


    Beijão ♥
    Priscilla Duhau
    Livrificando

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente... MAS QUE BLOG PERFEITO É ESSE??!! *-* tipo, tudo que eu tava procurando... Já queria ler esse livro há um tempo, e agora quero mais ainda :) Também tenho um blog cujo tema é literatura e afins. Tem uns textos meus lá e de outros autores e umas resenhas, se quiser dar uma olhada... http://oficinaespacial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. eu adoro esse livro,mas no momento eu to focada no livro crescendo da serie Hush,Hush

    ResponderExcluir
  9. eu adoro esse livro,mas no momento eu to focada no livro crescendo da serie Hush,Hush que pegaram na biblioteca da minha escola.Me expliquem se possivel.Quem começ a ler um livro de serie pelo segundo.



    bjs*-*

    ResponderExcluir