The Originals: Ascensão, por Julie Plec

INFORMAÇÕES:
EDITORA: Galera Record
PÁGINAS:  221 páginas
AVALIAÇÃO: 4 de 5 estrelas (Ótimo)
COMPRE: Livraria da Travessa, Livraria Cultura
LEIA O PRIMEIRO CAPÍTULO: (clique aqui)

JUNTOS, OS TRÊS VAMPIROS ORIGINAIS PODERIAM TOMAR POSSE DESTA NOVA CIDADE NUM SEGUNDO, TORNANDO-A UMA FORTALEZA CONTRA O INIMIGO QUE OS PERSEGUIA.

Ascensão é o primeiro livro da trilogia The Originals, lançado aqui no Brasil pela editora Galera Record. O livro é baseado na série de TV com o mesmo nome que, por sua vez, foi criado como um spin-off da também série de TV The Vampire Diaries.

Acompanhamos a história e jornada dos três vampiros e irmãos: Klaus, Rebekah e Elijah Mikaelson. Eles aportam em Nova Orleans fugindo de um passado sombrio de perseguição, crentes de que encontraram um novo lar onde possa ser seguro ficar por tempo indeterminado. Entretanto, a cidade sempre foi palco de uma guerra sangrenta entre lobisomens e bruxos, e com a chegada dos irmãos, a morte de parte da população e de lobisomens aumenta consideravelmente, criando uma reputação não muito agradável aos vampiros.

Com o intuito de uma convivência saudável entre eles, é feito um acordo que permite o estabelecimento dos irmãos na terra de Nova Orleans, mesmo com pouquíssimos benefícios e muitas proibições. Tentando manter a saudosa paz e ainda ficar longe de encrencas, os vampiros aceitam o acordo e transitam pelos seus dias infinitos se alimentando quando realmente necessário e ainda tentando fazer amizades com os cidadãos comuns.

Mas isso tudo se torna entediante demais. Na tentativa de melhorar o próprio humor, o trio comparece de forma intrusa a uma festa. Logo, eles descobrem que aquela não era uma festa comum. Ao que tudo indica, está sendo feito um noivado que nas entrelinhas significa uma aliança entre seus maiores inimigos, os lobisomens e bruxos. Ameaçados por essa união dos clãs, o trio percebe que a paz em Nova Orleans para eles está mais perto de acabar do que imaginam.

Com a possível ameaça a partir de então, acompanhamos o que cada um dos vampiros originais pretende fazer a respeito em capítulos alternados. Conhecemos melhor Klaus, o mais ousado dos três irmãos e que não consegue ficar longe de confusão por muito tempo, mesmo que queira. Prova disso é que infortunadamente acaba se apaixonando na noite da festa por Vivianne Lescheres, a bruxa que está noiva de Armand Navarro, o lobisomem. Porém seguir essa paixão é um risco enorme, já que para isso, iria gerar uma guerra entre os seres sobrenaturais.

Em contrapartida, acompanhamos a jornada de Elijah e sua busca por uma residência fixa na cidade para conceder proteção a sua família. Entretanto o acordo firmado entre os clãs determina que os vampiros não podem ter terras ali, apenas herdá-las, o que torna a missão ainda mais difícil de ser verdade. Mas Elijah sabe que vai precisar contar com toda a sorte do mundo, caso queira que seu clã sobreviva.

Por último acompanhamos Rebekah. Ela tem a ideia de seduzir e tomar as rédeas do exército de soldados locais para o caso da guerra estourar. Entretanto, não imagina que seu coração pudesse lhe causar uma armadilha complicada e Rebekah acaba se encantando nas graças de Eric Moquet, o capitão que ela deveria encarar como apenas uma peça de seu quebra-cabeças. Conforme seus sentimentos ficam ainda mais conflitantes, Rebekah acaba descobrindo segredos cruéis que envolvem Eric e o passado sombrio do qual os irmãos vem fugindo há anos.



Com base em todos esses fatos a história de "The Originals: Ascensão" se desenrola narrada em terceira pessoa. Isso se tornou importante para entendermos melhor os pensamentos de personagens secundários que são também importantes no desenvolvimento da história. Porém acabou causando grande impessoalidade e diversas vezes senti uma conexão frágil, quase quebradiça comigo como leitora e os próprios personagens da história.

O livro transcorre com alguns picos de tensão, mas que não se sustentam por muito tempo. No geral, o desenvolvimento é mais lento, quase introdutório, mas que talvez seja justificado por ser o primeiro livro da trilogia.

Um dos pontos que me frustraram com a leitura foi o problema com minhas expectativas do que encontraria nesse livro. Apesar de não ter assistido a série de TV, a visão de o que seria essa história era que haveria muito mais ação. Conforme fui avançando na leitura, vi que apesar de termos vampiros citados como cruéis, o livro não tem esse aspecto mais sangrento e acaba pendendo mais para o romance.

Veja bem, eu não tenho problemas em ter romance em livros, até porque eles são importantes de diversas formas na história. Mas em um dos romances que acontecem, a autora não conseguiu me convencer de fato de que o sentimento nutrido entre eles - e que norteia grande parte da história - era real. O romance foi jogado como quase instantâneo, o que me incomodou bastante.

Os personagens foram muito bem caracterizados. A união que os irmãos tem, além dos conflitos e a tensão entre eles, foram bem descritos e convincentes. Nesse ponto, a autora desenvolveu muito bem. A alternância entre um e outro personagem nos capítulos, acabou deixando sempre a curiosidade crescente em querer saber o que ia acontecer depois com um dos irmãos, e gerando uma empatia pelos três.

Acredito que para os amantes da série de TV, esse livro vai funcionar muito bem, já que ele se passa numa época anterior ao que é contado na série de TV - o que acaba completando um plano de fundo no mundo sobrenatural criado por Julie Plec. Entretanto, isso não tira nem um pouco a diversão da leitura para alguém que nunca viu a série - tipo eu. Pelo contrário, acabou criando uma vontade maior de conferir os personagens materializados na TV e suas vidas depois do primeiro livro.

O final do livro foi satisfatório, porém a autora deixa alguns pontos que não foram abordados nesse, apenas citados. Deduzo que serão desenvolvidos melhor nos próximos da trilogia, cujos nomes são: "The Loss", e "The Resurrection", respectivamente, mas que ainda não tem previsão de chegada por aqui.

Mesmo sendo um livro sobre vampiros - o que para muita gente pode soar repetitivo ou saturado (mas acredite, não é), o livro ainda consegue ser bem interessante e cativar a leitura. Recomendo a você que não espera um livro com muita ação, mas com uma história com bastante romance, uma narrativa não tão fluída, mas convicente e um pouco de tensão no desenvolvimento dos fatos. Apesar de não funcionar totalmente para mim, isso não quer dizer que não vá funcionar para você.

14 comentários:

  1. ótima resenha!!! Eu vi um pouco do seriado mas não parei para acompanhar, vendo o livro agora fiquei curiosa.
    Bjs
    eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <33 Fiquei curiosa em conferir o seriado!

      Excluir
  2. Oi, Daisy!!!

    Eu acompanho TVD desde o começo e acompanhei a primeira temporada de The Originals. Eu morro de amores pelo Klaus! É o melhor vilão que já existiu em TVD. Eu parei de acompanhar a série porque pra mim Klaus funcionava mais em TVD, não curti muito esse mundo só dele, por isso acho que não leria o livro, sabe? Também não sinto simpatia por Elijah e Rebekah é uma vambitch, detesto! hahahaha

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHHA Eu não sabia que o Klaus aparecia em TVD :O
      Parei de assistir a série faz um tempão porque me perdi completamente em qual temporada e episódio estava, mas pretendo voltar (quem sabe um dia). Adoro vilões, fiquei mega curiosa agora :B

      Excluir
  3. Eu quero tanto esse livro
    eu amo a serie de paixão
    mesmo

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café
    Está rolando dois sorteios lá no blog participe ;)

    ResponderExcluir
  4. Olá
    ainda não tinha visto comentários sobre esse livro, mas achei bem bacana a proposta do livro, sem falar que essa capa é muito top, gosto muito do gênero, vou anotar a dica,
    Bjks
    Passa Lá No Meu Blog - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Daysi!
    Haha, eu amei esse livro <3 Acabei ganhando de um amigo para resenhar e fiquei encantado com a forma diferente que a Plec deu a série. Deu um novo olhar para os fãs como eu. Poder ver um pouco mais do passado so me motivou a gostar bem mais. E um pouco diferente de você, adorei cada instante.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, acho que por eu não conhecer nada da série, fiquei um pouco perdida. Talvez se eu já tivesse assistido, teria dado um toque a mais, né? ;)

      Excluir
  6. Lembro que era apaixonada pelos Originals quando assistia The Vampire Diaries. Acabei nunca assistindo a série deles, mas fiquei bem interessada em ler esse livro.
    beijos.
    http://www.amandatelo.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TVD é muito amor, pretendo assistir tudo de novo <3 Vou aproveitar pra assistir The Originals também :)

      Excluir
  7. Oie,
    Adorei sua resenha crítica. Você escreve muito bem e consegue abordar os temas do livro de uma maneira interessante. Quero ler e ao mesmo tempo não esse livro, acho que o interesse que eu não tinha, você conseguiu despertar um pouco.
    Beijinhos Screepeer
    screepeer.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal que gostou <3 Se você já assiste a série, acho que as chances de você gostar do livro são maiores :)

      Excluir

Tecnologia do Blogger.