Cinderela Pop, por Paula Pimenta - Nuvem de Letras

quarta-feira, maio 20, 2015

Cinderela Pop, por Paula Pimenta

INFORMAÇÕES:
EDITORA: Galera Record
PÁGINAS: 156 páginas
AVALIAÇÃO: 4 de 5 estrelas (Ótimo)
COMPRE: Na Americanas.com, No Submarino
LEIA O PRIMEIRO CAPÍTULO: Clique Aqui

DEFINITIVAMENTE ALGO DE MUITO ERRADO ESTAVA ACONTECENDO COMIGO. AQUELE GAROTO NÃO TINHA NADA DE "PRÍNCIPE"! NO MÍNIMO DEVERIA SER UM BRUXO DISFARÇADO, PORQUE SÓ UM FEITIÇO EXPLICARIA TUDO QUE EU ESTAVA SENTINDO. ELE HAVIA ME DEIXADO COMPLETAMENTE... ENCANTADA.

Cinderela Pop é o segundo livro da coleção Princesas Modernas publicado aqui no Brasil pela Galera Record. É também uma versão estendida do conto “Princesa Pop” lançado na coletânea de contos Livro das Princesas em 2013. O primeiro livro da série Princesas Modernas foi Princesa Adormecida, mas teremos também releituras de Branca de Neve, Ariel e da Bela e a Fera.

Cíntia é uma adolescente com uma vida aparentemente perfeita: mora com os pais numa casa legal, frequenta aulas num excelente colégio e faz curso de inglês. Além disso, tem uma grande amiga, Lara, e um paquera no curso. Num dia comum, Cíntia decide cabular a aula no curso de inglês para estudar pra prova de Química. Ao ouvir vozes na casa, de forma curiosa, ela as segue até o quarto do pai onde descobre que ele está traindo sua mãe com uma das funcionárias da empresa.

Cíntia fica furiosa e sua primeira reação é a de sair de casa. Com a mãe trabalhando em viagem como arqueóloga e completamente inacessível, Cíntia decide então ficar na casa da tia e mantem distância do pai. Com a separação dos pais e a volta da mãe para o país, ambas tomam atitudes distintas: enquanto Cíntia passa a ficar desacreditada do amor, sua mãe se afunda ainda mais no trabalho, realizando viagens com mais frequência, e portanto ficando cada vez mais distante da filha.

Nesse meio-tempo, ela acaba conhecendo o trabalho que o namorado da tia faz. Ele trabalha como DJ em festas e baladas. Com o tempo, acaba ensinando Cíntia e ela começa a tocar em algumas festas matinê, ou as que vão, no mínimo, até a meia-noite. Além de ganhar um dinheiro extra, o trabalho como DJ acaba sendo uma válvula de escape de sua cruel realidade e a única coisa que a faz se sentir bem novamente.

Com um problema da escola que impossibilita que Cíntia use o celular no único horário que consegue falar com a mãe - porque ela está no Japão! - ela não vê outra saída a não ser pedir ajuda ao pai. Após tanto tempo sem se falar, ele fica no mínimo, surpreso. Ele concorda em ajudá-la, mas com uma condição. Cíntia tem que ir para a festa de debutantes de suas duas "irmãs". O astro pop do momento também estará lá, Fred Prince. Apesar de Cíntia não dar a mínima para ele e não gostar da ideia, pensa na possibilidade de ir como troca de favores. Porém fica surpresa ao descobrir que a festa das "bruxinhas" nada mais é do que o mesmo lugar onde ela vai ter que tocar como DJ! Sendo assim, Cíntia vai ter que se desdobrar e evitar a todo custo não ser descoberta. Senão tudo pode ir para os ares... Inclusive sua única fonte de felicidade: trabalhar como DJ!



Nunca havia lido nada da Paula até então! Por ouvir inúmeros elogios sobre a autora minhas expectativas estavam lá no alto e, como vocês devem saber, isso é um risco enorme para quem é leitor. Mas diferente de outras experiências, não me decepcionei com a história! Acredito que a autora conseguiu cumprir o papel que lhe fora proposto: modernizar a história clássica tão conhecida da Cinderela, sem perder a essência da personagem original e dos rumos que a vida dela leva.

A narrativa é contada do ponto de vista da Cíntia, então conseguimos acompanhar todos seus pensamentos a respeito das outras pessoas, as saudades que ela sente da mãe e da vida perfeita que tinha antes. Com essa visão, conseguimos "comprar" todo o drama que passa ao descobrir que a vida de contos de fadas que ela usufruía, não tinha nada de perfeita.

A narrativa da Paula é muito fluída, então o ritmo de leitura acaba se tornando bem rápido. O livro também é curto, tem apenas 156 páginas, o que firma ainda mais esse conceito. Por ser um conto estendido, nada é tão aprofundado no enredo. No início, acompanhamos a sucessão de fatos em flashbacks até chegarmos ao ponto crítico da história, onde Cíntia se vê no impasse da festa. Apesar disso, a história não se torna superficial. Paula Pimenta consegue convencer o leitor a simpatizar com a personagem e querer acompanhar a história, mesmo já sabendo o que acontece no conto de fadas real da Cinderela.

Quanto a comparação ao conto clássico, as alterações que a Paula fez foram muito sensatas e bem feitas. Tudo se encaixou e ela conseguiu provocar durante a leitura sentimentos iguais aos que temos em relação ao conto, como: não gostar nem um pouco da madrasta e as filhas cruéis, por exemplo, assim como sentir raiva dos castigos que a personagem principal sofre, mesmo que injustamente.

A autora ainda usa de artifícios modernos como o Twitter para o príncipe - que na verdade é um astro teen amado por todas as adolescentes do país - se comunicar com suas seguidores, assim como o Facebook também. Essa parte foi muito bem usada e criativa. Afinal, são artifícios que todo mundo usa hoje em dia e couberam totalmente no enredo.

Acho que por a história ser bem curtinha, o romance acaba não sendo tão convincente. O casal não tem muita sintonia e química, mas é, digamos, aceitável dada as circunstâncias da história real. Apesar desse ponto não tão positivo, consegui me divertir e muito com a história e ri em vários momentos!

Acredito que esse livro seja mais focado no público adolescente/início da juventude, mas mesmo assim não impede que qualquer um leia e se divirta com a história. A escrita da Paula consegue entreter e conquistar o leitor. Eu simplesmente adorei a experiência de leitura e espero ler mais livros da autora.

No geral, Cinderela Pop foi uma leitura bem proveitosa e divertida para mim. Além de trazer aquela nostalgia dos tempos que assistia os filmes clássicos da Disney na TV, o livro me trouxe momentos de puro divertimento! Não é um livro cheio de entraves no enredo que tornariam a história mais lenta, cansativa ou maior. Paula é rápida e objetiva. Acho que por isso acaba conquistando bastante o leitor. Eu fui conquistada pela história da Cíntia! Espero que você também.

10 comentários:

  1. Menina, eu ia no lançamento dele aqui no Recife, mas tive que acompanhar meu pai no médico :(
    Estou quase pirando por não ter ido. Super maluca pra comprar esse livro! Adorei ainda mais saber que vc gostou. Estou ainda mais pirada agora :)
    Beijos!

    http://luadesangue1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto tanto dessas versões diferentes de histórias clássicas *-*
    Ainda não li nada da Paula Pimenta, mas li muitos elogios para esse livro, em especial
    Pena que seja tão curtinho, né? :/ mas o que importa é a diversão! Esse livro deve ser ótimo pra ler entre livros mais densos e tal.

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza!! Eu adorei. É bem rapidinho, mas a escrita da Paula é bem envolvente :)

      Excluir
  3. Estou doida para ler esse livro e os outros da autora.
    Todo mundo fala tão bem, então estou igual a você, com as expectativas altas.
    Espero que goste tanto quanto você.
    Parece um amor o livro! Adoro histórias de princesas, ainda mais se forem com uma releitura moderna.
    Já gostei! Fora que essa capa é linda, né?

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é um amorzinho <3 e a história também ;D

      Excluir
  4. Princesa adormecida foi o único livro que li da autora. Também estava com altas expectativas e não me decepcionei. Não achei maravilhoso, mas me agradou. Não sabia que teria um livro de cada princesa. Você comentou sobre o relacionamento dos protagonistas, mas se formos olhar os contos de fadas eles se apaixonavam num clique também hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. huahauauhauhhua É verdade, por isso eu até relevei esse fato do "amor instantâneo". Mas gostei :)

      Excluir
  5. Apesar dos pesares, to querendo muito ler essa série. Nunca li nada da Paula Pimenta e to curiosa com a escrita dela. E essa parece uma série bem de boa pra ler.
    beijos.
    http://amandatelo.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Amanda! Depois conta o que achou ;)

      Excluir