Bem Mais Perto, Susani Colasanti - Nuvem de Letras

sábado, novembro 17, 2012

Bem Mais Perto, Susani Colasanti

Bem Mais Perto conta a história de Brooke, uma jovem extremamente apaixonada por Scott Abrams. Só que isso não seria nenhum problema se ao menos ele soubesse de todo esse amor; porque ao invés de ter coragem de se declarar, Brooke cria diálogos em sua mente em uma fantasia onde ela e Scott estão juntos e pertencem um ao outro. Quando a garota decide enfim estar pronta o suficiente para se declarar, descobre que Scott está de mudança. Ele irá morar em Nova York, deixando toda a sua vida para trás em New Jersey... Inclusive ela! Incentivada por variados motivos, Brooke acaba indo morar em Nova York. Só que as coisas não poderiam ser tão fáceis assim... Primeiro porque ela nem sabe onde o garoto está morando, ou se ele irá estudar na mesma escola que ela. Além disso, Brooke terá que enfrentar seus traumas do passado, envolvidos com o relacionamento frio e estranho que ela e seu pai mantem.

Quando comecei a ler Bem Mais Perto, havia lido apenas resenhas negativas sobre a história. Elas por fim acabaram me impulsionando a não criar tão grandes expectativas a respeito do livro. E, bem meus amigos e amigas, vocês já devem ter notado que quando não criamos lá muitas expectativas, a gente acaba se impressionando com o quanto o livro não é tão chato assim como todo mundo diz...


Eu estava com vontade de ler esse livro por "n" razões, uns estão ligados com a premissa do livro, outro motivo era justamente essa capa, claro, pois a acho muito fofinha. A premissa da história pode até assustar alguns pelo que revela a sinopse, afinal, "essa garota é louca ou o que para seguir um cara que nem a conhece, para outro lugar?"São atitudes impensadas, claro, ou frutos de uma imaturidade. Mas Brooke teve também outras influências para embasar sua decisão. Além disso, a garota do início da história muda bastante com o passar dos acontecimentos da sua vida. A personagem tem uma evolução e acho isso super legal. Até porque podemos acompanhar o amadurecimento de Brooke notoriamente, se compararmos o começo com o final.

Susani Colasanti cria uma história simplória, sem muitas enrolações. A leitura flui de maneira gostosa. É claro que você não vai encontrar um livro profundo aqui, cheio de questionamentos filosóficos ou recheado de lições de moral. Bem Mais Perto é um livro "light" para se ler em uma tarde ou quando você teve uma leitura tensa demais e quer apreciar uma leitura fluída sobre acontecimentos reais. A autora consegue nos envolver com os fatos e fazer ter grande vontade de prosseguir com a leitura. Achei isso incrível. Não senti que estava correndo com a leitura por algum motivo em específico; muito pelo contrário, minha leitura foi rápida porque estava realmente gostando da história. Senti aquela curiosidade em saber mais e mais sobre os personagens - e digo que essa curiosidade apenas cessou quando eu terminei a leitura.

Um ponto negativo que notei não foi na história em si, mas sim que a Editora colocou na parte de trás do livro (acho que se chama quarta capa ou algo do tipo) um resumo que, SE VOCÊ NÃO QUISER SABER MUITO MAIS DO QUE A SINOPSE REVELA, NÃO LEIA A QUARTA CAPA! É sério, fiquei meio decepcionada ao saber o que iria acontecer lendo essa parte (especialmente a última frase. Ok, eu sei que posso até estar exagerando, mas foi dito muito mais do que o necessário). Se você quer ler o livro, veja essa parte após finalizar a leitura e veja se concorda comigo. Porque para mim, acho que só faltou informarem o final ali. Não gostei disso, queria que fosse algo mais "oh, surpresa! Você não esperava isso..."

A história é, em partes, previsível? De certa forma, sim. Quando cheguei na metade do livro, já presumi o meio da história, assim como o final. Mas não achei que isso me incomodou muito. Até porque a história é gostosa de se ler...
Indico completamente. Apesar de alguns pontos que me incomodaram - não muitos, só alguns - a história é uma boa pedida.

Quotes:
"Todos esses livros sobre pessoas muito felizes são tão cansativos! A vida real não é nem um pouco assim. Os melhores livros, os que me fazem ficar esperançosa, são aqueles em que os problemas das personagens são resolvidos realisticamente no final, e não convenientemente amarrados com um grande laço vermelho. Grandes laços vermelhos são uma enorme mentira." - página 42
"Você nunca consegue conhecer alguém completamente, não importa o quanto ache que conheça. As pessoas sempre omitirão partes de sua vidas. Sempre haverá alguma verdade sobre elas que você nunca saberá." - página 47
"- É impressionante o que você vê quando olha para cima - diz ele - Sempre olhe para cima!" - página 91


Confira o Booktrailer:

11 comentários:

  1. Estava com saudades de ler suas resenhas
    Eu tbm li mts opinioes controversas a respeito dessse livro
    Vou ler para fzr a minha analise sobre o q eu achei tbm
    Provavelmente sera por conta da capa kkk
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oie
    eu tmb queria muito ler o livro, e peguei assim que ele chegou. Tmb li algumas resenhas negativas, e fui sem expectativa e gostei bastante do livro. Claro que a personagem não é lá a referência de maturidade, mas gostei do modo como ela evoluiu.
    Tmb acho a capa muito fofinha.
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Então o livro parece ser daqueles que passam despercebidos na nossa vida literária, não é? É, pode ser interessante para aquele momento que você precisa ler um livro mais leve.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  4. Oii!!
    Ganhei esse livro em um Top comentarista e apesar de ainda não ter lido me encantei pela capa e lombada super fofa. Fico feliz que você tenha gostado, espero gostar também.
    Amei os quotesss.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Talita do Nascimento19 de novembro de 2012 14:26

    parece ser um tipo de livro que eu geralmente nao leio
    não sei... acho que passaria
    gosto de livros com mais ação e fantasia
    talvez um dia quem saiba eu leia um livro assim rsrs comecei a ler presentes da vida - e olha que to gostando mesmo nao sendo meu tipo de livro, mas nao adianta, nao é a mesma coisa rsrs
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, Daisy!
    Que bom que li sua resenha! Foi a mais positiva em relação a esse livro e me fez querer lê-lo. Sempre é bom ler livros leves que nos garantem algo legal e divertido.
    É uma pena mesmo quando as editoras contam mais do que deviam. Nesse caso nem foi das piores, tem algumas que contam já na sinopse... fala sério, parecem que querem estragar a leitura. Por isso até mesmo evito de ler sinopses ou só leio meio que 'por cima' para evitar me decepcionar em algum ponto da história. Valeu pela dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oiee
    Ah esse livro confesso estou deixando um pouco de lado para minhas expectativas diminuírem, li algumas resenhas negativas também.
    Mas acredito que ele será umas das leituras próximas.
    Beijos
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nossa muito boa a resenha,já li o livro,recomendo.
    Brooke,pensou que amava Scott, mas tinha esquecido que ela deveria amar a si mesma em primeiro lugar.
    Ela tinha medo de ser realmente quem ela era e o que poderia fazer com sua inteligência e quando quis se sabotar quase prejudicou seu futuro.
    Amor,amizade,sonhos,dúvidas,que carreira escolher,família...
    Um livro que conquista pela sensibilidade da autora.que escreveu um livro emocionante.

    ResponderExcluir
  9. É um livro que tenho muita curiosidade em lê-lo.
    Tinha visto bastante resenhas negativas à respeito do livro, mas ficava sempre com um pé atrás, "será mesmo que é assim tão ruim?"
    E pela sua resenha vi que o livro não é assim tãooo mal, vou dar uma chance sim, e espero gostar.

    ResponderExcluir
  10. Acho meio exagerada essa história de mudar de vida por um rapaz, fica surreal demais para a juventude. Maas a mensagem geral, de correr atrás dos seus sonhos, é muito bonita.
    Beijo!

    adri

    ResponderExcluir
  11. Pelo contexto geral do livo, me parece aquele tipo de historia de "Sessão da Tarde" e que é bem previsível, mas eu gosto, afinal já fui adolescente e sei que a gente pode tomar decisões bem impulsivas como a de Brooke de se mudar para NY por causa de Scott. Quanto a relação dela com o pai, acho que é bem comum esse problema entre pais e adolescentes.

    ResponderExcluir