sábado, junho 23, 2012

Garota Replay — Tammy Luciano

Um dos lançamentos da Novo Conceito que me deixou super curiosa, era o livro da autora Tammy Luciano. Além de ser um livro nacional - o que eu acho um ponto positivo - a proposta apresentada pela autora era um tanto quanto instigante e uma ideia super criativa. Além disso, a divergência de opiniões entre quem leu o livro era notória, e eu gosto de ler livros quando as resenhas são sempre opostas - uns gostam muito, outros, nem tanto; prefiro tirar minhas próprias conclusões, e foi assim que fui com "sede ao pote" experimentar um pouco do livro da Tammy. Antes de iniciar a resenha, devo confessar: posterguei DEMAIS para postar essa resenha e não sei bem o motivo; felizmente, ela está aqui... Quentinha, saindo do forno. Espero que gostem, aguardo comentários.
Thizi é a personagem principal dessa história e, logo de início, ficamos sabendo do emaranhando de situações e problemas que envolvem a sua vida. A garota de 20 anos vive em um apartamento de alto padrão no Rio de Janeiro, tem pais ausentes que viajam o mundo inteiro e a sustentam com uma mesada gorda; além disso, Thizi tem uma empregada super alto astral e meiga que cuida dela como se fosse a própria mãe. Mas nem tudo são flores, e podemos acompanhar o drama da personagem principal logo de início: Thizi descobre que seu atual namorado, o Thadeu, a traiu com a maioria das garotas da Barra da Tijuca e, como se não bastasse, ele foi fotografado pelo melhor amigo de Thizi, o Tito, em um de seus "deslizes", e quando Tadeu soube disso, arrebentou o narriz de Tito - e desde então, a bela amizade entre ambos (Tito e Thizi) não foi mais a mesma... Ufa! Quanta coisa, não?

Pois bem, guiados por esse pano de fundo, acompanhamos cada questionamento que Thizi faz na tentativa de entender como deixou que as coisas chegassem naquele estado - e, pior, ela sente certa culpa por isso. Em um de seus passeios a fim de espairecer, Thizi vai até uma boate e se depara com ninguém mais ninguém menos que ela mesma. Isso mesmo. Só que a versão que enxerga é um tanto quanto "melhorada", pois a Garota Replay mostra-se bem mais bonita, com roupas mais caras, um sorriso no rosto e esbanjando confiança - tudo o que Thizi não se achava naquele instante. E então, o ponto inicial da história é dado, e podemos acompanhar todo o mistério que envolve a Garota Replay, simultaneamente com a resolução da confusão que está a vida de Thizi. O-k.


Parei ao seu lado e confirmei meu susto inicial: ELA ERA A MINHA CARA! Igual a mim. Uma desconhecida com um corpo muito conhecido. Xérox. Cópia. Não me lembro de ter vivido outro susto tão grande na vida. Uma replay de mim com gol aos 47 do segundo tempo. (página 24)


A personagem criada pela autora, na minha opinião, está mais próxima da realidade possível e acredito que essa deve ter sido uma das intenções da Tammy. Podemos vislumbrar essa característica de várias formas, e uma delas que devo salientar é nas váááárias indagações que a personagem principal faz sobre seus problemas e suas próprias atitudes. Thammy nos insere nas dúvidas, conflitos internos, pensamentos, lembranças e em cada pedacinho da vida confusa da personagem principal. Maaaas, devo confessar, ler essas perguntas (as mesmas perguntas) que ela fazia a si mesma toda a hora foi extremamente maçante para mim. É, a Thizi me irritou várias e várias vezes. Ser repetitiva fez com que a leitura se tornasse cansativa e enfadonha - principalmente nos primeiros capítulos e começo da metade do livro. Eu ficava pensando e dizendo para mim mesma "Ok, você já disse isso. Next"


O romance na história é fofo na medida do possível, mas não me envolveu muito. Não fiquei com aquela expectativa louca, torcendo para que o casal principal ficasse junto. Os personagens são bem construídos e as gírias utilizadas na fala dos personagens (já que são jovens) não atrapalha na leitura, pelo contrário, os torna mais próximos à realidade. O final? Surpreendente. Óbvio que não vou contar aqui (hehe ah vá), mas foi completamente diferente do que eu imaginaria que poderia acontecer, foi um baque para mim. Mas, fazendo um balanço geral, acho que faltou também uma melhor "inserção" (não consegui pensar em uma palavra melhor que definisse isso) da Garota Replay já que a história, propriamente dita, não gira tanto ao redor dela, pelo contrário, as vezes em que ela aparece são um pouco... Sem sentido?! Ok, eu fiquei criando diversas teorias para tentar justificar quem era aquela garota; quando tudo é esclarecido no final, fiquei meio: "Ah, é isso? Não acredito..." E confesso não ter me agradado muito assim.
Infelizmente o livro não funcionou tão bem para mim. Eu e a realmente Thizi não nos demos muito bem. Foi uma pena porque eu realmente queria ter gostado mais do livro, mas... faz o que né?

E vocês, já leram Garota Replay? Tem curiosidade? Comentem.

12 comentários:

  1. Concordo com sua resenha rs
    Achei o início maçante demais e super repetitivo. E também não consegui sentir nenhum envolvimento com o casal, e por esse motivo não criei expectativa sobre o romance dos dois.
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oie Flor,

    Tudo bem?
    É eu também tenho que concorda com você, o livro foi cansativo e repetitivo. Achei a historinha legalzinha sabe, pra jovens adolescentes.
    Não um dos livros favoritos da minha lista, mas também não está na lista negra rs...
    Adorei sua resenha :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse livro não consegue me conquistar e sua resenha, ajudou mais ainda.
    Que pena, não gosto de dizer isso, mas este, no momento eu passo.

    Bjos!!

    Cida

    http://www.moonlightbooks.net

    ResponderExcluir
  4. Foi um livro que me surpreendeu de uma certa forma e que traz algumas lições bem legais, mas é meio raso mesmo, é ótimo para pré-adolescentes que estão começando a ler agora ><

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, a autora põe algumas frases e falas realmente interessantes com algumas lições... E como o público alvo dela realmente parece ser esse, concordo novamente :)

      Beijos,
      Daisy

      Excluir
  5. Oie!
    Nossa, eu tive uma relação de amor e ódio com Garota Replay rs
    O meu santo e o da Thizi simplesmente não bateu, achei ela muito infantil. Já o Tito eu gostei bastante dele e eu realmente gostei do desfecho do livro. Acho que a Tammy poderia ter desenvolvido mais a história e como você disse, tirar um pouco das indagações repetitivas da Thizi.

    Beijos

    Tati - Coração Literário

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Ainda não li, até pelas resenhas que já tinha lido. A sua só veio confirmar que é um livro meio morno, digamos assim. Mas, novamente, veio a surpresa da explicação da replay e acho que só vou ler por isso. kkkkkkkk E se eu pular tudo e ir direto para o final? rs Ok, vou ler tudo, até porque são poucas páginas.
    Acho q vc definiu bem meu problema com a maioria dos livros em 1ª pessoa. O fluxo de pensamento que não evolui. As pessoas sempre dizem e voltam aos mesmos pensamentos de antes, sem acrescentar nada. Acho isso muito maçante msm e vou ter um pouco de dificuldade com Garota Replay por conta disso. Não que nós não façamos isso normalmente, mas para ler acaba ficando chato.
    Gostei da sua resenha, sincera e direta.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não li esse livro devido as diversas resenhas negativas que acabaram fazendo com que eu me desanimasse. Então eu to adiando até que eu fique neutra em relação as expectativas que eu tenho dele.
    Mas poxa, sério que o romance não convenceu? Isso é chato, já que o livro parece ser bem envolvido nisso. :/

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei o livro. Foi minha primeira experencia com a Tammy e me dei bem com ela de cara. Acho que por ter uma mente muito menininha pra coisas assim hahhaha, gosto desse tipo de coisas e adorei o jeito que a Tammy abordou. E essa parte da repetição não me incomodou, pois é algo que eu mesma faço ahahah, então me senti mais ainda no livro.

    ResponderExcluir
  9. Já li várias resenhas falando que não gostaram muito do livro , ah mas eu adoro livros assim pré-adolescente mesmo que eu não seja mais haha .

    ResponderExcluir
  10. Tenho curiosidade em conhecer a história, nunca li nada da Tammy, pretendo ler o próximo lançamento dela, mas Garota Replay é um livro que eu gostaria de ler, mesmo sendo bem adolescente mesmo e eu não ter certeza de se eu iria gostar ou não!

    Você foi sincera na resenha, você não curtiu muito, li resenhas de pessoas que amaram, e como não li nada dela, prefiro tirar minhas próprias conclusões sobre o livro.

    Beijos,
    Letícia - Literature Diary

    ResponderExcluir
  11. Resenha bem elaborada, destacando pontos importantes do livro,nos dando uma boa noção sobre o conteúdo, despertando o interesse dos leitores, uma boa pedida.

    ResponderExcluir